quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Brava companhia declara seu voto em Dilma 13

11 comentários:

Aloísio Dantas disse...

Que lástima uma companhia com tamanho conteúdo se prestar a um papel desses.

"avanços nas políticas sociais, culturais e de distribuição de renda..."

Pelo menos argumentem, defendam o porque das coisas e revelem a sua forma de pensar, pois isso aí que está nesse folder é uma grande mentira.

cite um avanço político.
Para cada "avanço social" há 3 ou 4 retrocessos.

Se dizem que abriram tantas universidades federais, privatizaram e terceirizaram 3 vezes mais

Se falam que irrigaram o nordeste, foi só na terra de coronéis

se falam que o salário aumentou, aumentou na mesma proporção para ricos e pobres, e isso em síntese não aumenta nada. os ricos continuam ricos e os pobres pobres

onde estão os avanços culturais?
O brasil continua subjugado à cultura enlatada como sempre, e quando surgem gente como vocês, acabam sendo arrastados e se deixam levar?

e distribuição de renda. se bolsa esmola for distribuição de renda...

Eu encontrei o seu blog através do blog do Jornal A Nova Democracia. sei que seu grupo e o jornal não são ligados e não tem obrigação de serem parecidos nem tem o mesmo papel... mas é porque acompanho o jornal que me sinto incomodado vendo pessoas boas como você sendo arrastadas pela histeria da "cidadania" obrigatória.

Me mostrem a diferença entre Serra e Dilma então.

Sou muito mais o "mãos à obra de vocês"

Espero ser respondido aqui.

E espero que bons ventos soprem em suas mentes.

ademir disse...

Olá, Aloisio

Só de pensar na possibilidade de José Serra e PSDB assumir a presidência desse país ficamos arrepiados. É certo que Lula e o PT não passaram nem perto da transformação que esperamos para esse país, mas não podemos negar que a coisa pode ser bem pior com PSDB/DEM na presidência. Nosso voto agora é pragmático, racional e, principalmente, contra Serra. E não dá prá simplesmente dizer que não houve avanço nenhum no período Lula: tem mais gente comendo, mais gente fora da miséria absoluta... Com alguma coisa na barriga, talvez até consigam pensar melhor e participar de discussões como essa. Na cultura ouve algum diálogo com a classe, os fundos setoriais das artes estão sendo implantados... É pouco, mas muito mais do que conseguimos em São Paulo, por exemplo, onde reinam PSDB e DEM (Alckmin, Serra e Kassab) com suas políticas autoritárias e higienistas. Aqui a cultura é administrada como política de eventos ( a famosa Virada Cultural - quando gasta-se em um dia, num evento espetacular, o que poderia custear outras ações mais efetivas durante um ano inteiro), enquanto Casas de Cultura e outros equipamentos culturais públicos estão sucateados, assim como também está a educação. São Paulo está entregue a especulação imobiliária e o governo do PSDB/DEM compactua com isso. O Centro da cidade está sendo embelezado para que possa ser frequentado pela elite paulistana, favelas são incendiadas para a construção de arranha-céus... E por aí vai. Sabemos o estrago que esse caras podem fazer quando estão no poder e, por isso, nesse momento histórico, não podemos nos omitir.

Grande abraço!

Ademir de Almeida
Brava Companhia

Cia. Humbalada disse...

Que bom que a Cia Brava tem iniciativas como esta!!!!
Estamos juntos companheiros!!
Cia Humbalada Vota Dilma 13

Abraços e merda pra todos nos

Aloísio Dantas disse...

Bem,
Ando conversando com muita gente, e vejo argumentos repetidos.

Tenho que respeitar a opinião de vocês, apesar de achar que se contentar com a barriga "cheia" hoje equivale a mais 200 anos de exploração velada (ou não velada).

Sobre não omitir, pelo que observo do seu trabalho, está claro que não são omissos. Para "não se omitir" vocês não precisam se comprometer com sujeira eleitoral.

Mas essas são coisas realmente difíceis de resolver só com argumentos, é viver pra crer.

Saudações

Rafaela Carneiro disse...

Olá Aloísio. É o que o Ademir disse: é um voto racional contra Serra. Mas com certeza fazemos (ou tentamos fazer)uma discussão mais profunda do que essa. Somos mais o nosso mãos à obra também. Mas em nosso entendimento, nesse momento, isso foi o melhor a fazer. Estamos aí para continuar a conversar.

Trupe Olho da Rua disse...

A Trupe Olho da Rua de Santos também está com a Dilma 13.
PSDB nunca mais!!!

Valdecy Alves disse...

Você sabia que no Brasil já existiram campos de concentração. Ler sobre o tema e manifestação em memória de suas vítimas em:
http://valdecyalves.blogspot.com/2010/10/caminhada-da-seca-de-senador-pompeu-em.html

Thiago. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Ói Nóis Aqui Traveiz disse...

...Nossas urgências não cabem nas urnas!!!...Ou se vota com os de cima ou se luta com os debaixo!!!...Derrubaremos o cetro do senhor e ninguém mais sentará no trono!!!

Luiz Quintanilha disse...

Realmente é uma pena. Concordo com Aloísio.
Quase não existe diferença entre o PT e o PSDB.
O PT governa para os patrões tanto quanto o PSDB. Ou até mais...
Nos 8 anos do mandato de Lula o lucro das empresas aumentaram 4 vezes e o salário mínimo, pouco mais que 50%. Quase nenhum aumento real se considerando a inflação.
E a bolsa familia? Que dizem ser motivo para uma distribuição de renda maior? O investimento foi de 3% do valor gasto com as despesas com o pagamento da dívida dos banqueiros...
Tem mais gente comendo? Ainda morrem de fome no Brasil 30.000 crianças por ano...
Os argumentos usados aqui e por muitas pessoas são mais contra Serra (e que são absolutamente corretos) do que a favor de Dilma e do PT.. Pq esses seriam muito frágeis e questináveis.
Votar contra a direita, seria votar nulo, pq tanto um quanto outro defendem os mesmo projetos.
Agora depois das eleições, vamos ver o que vai continuar avançando. Se vai ser as condição de vida dos trabalhadores ou o lucro dos patrões...
Respeito muito a Brava e adoro as peças deles. Fiquei muito feliz que eles vão se apresentar na minha cidade. Só espero que não prestem um papel equivocado e passem um mensagem errada para seu público...

Um forte abraço a todos vcs!

Victor disse...

E o voto nulo? é estratégico?